Vender na internet: 7 dicas que você precisa saber

Você está em: Home > Blog > Mais Vendas > Vender na internet: 7 dicas que você precisa saber

Vender na internet: 7 dicas que você precisa saber

Com o crescimento das ferramentas online, vender na internet se tornou uma grande oportunidade para complementar a renda familiar ou até mesmo se tornar um grande empreendedor do mercado digital.

Investir na internet, hoje, tem se tornando cada vez mais atraente. Pessoas estão conseguindo conciliar o trabalho convencional com o virtual e isso tem gerado muitas vantagens.

Se você chegou até esse artigo significa que tem um grande interesse em ser um sucesso de vendas na internet, não é mesmo? Então, fique atento a nossas dicas e saiba tudo sobre como vender pela internet. Confira!

O que vender pela Internet

O E-commerce, sem dúvida, é uma grande oportunidade para quem quer começar um negócio. Ao montar uma empresa virtual, você conta com muitas vantagens como investimento com um custo baixo, possibilidade de começar na própria residência, vender para o país inteiro, entre outras.

vender pela Internet

Mesmo sabendo de tudo isso, muitas pessoas que querem iniciar uma loja virtual fazem a mesma pergunta: o que vender pela internet?

Abaixo, você vai conferir uma lista com algumas sugestões de produtos para vender em sua loja virtual.

  1. Acessórios de moda;
  2. Moda Plus Size;
  3. Bolsas femininas;
  4. Moda praia;
  5. Acessórios para celular;
  6. Chapéus;
  7. Cosméticos;
  8. Papelaria;
  9. Suprimentos de informática;
  10. Mochilas;
  11. Doces (brigadeiros gourmet);
  12. Camisetas de filmes e séries;
  13. Bijuterias;
  14. Produtos veterinários;
  15. Medicamentos.

Escolher um produto pra vender na internet não é uma tarefa fácil. O ideal é que você tenha afinidade com o produto ou o serviço que está oferecendo. Além disso, é necessário que seu produto atenda a necessidade ou o desejo do cliente. Faça algumas pesquisas e compare concorrências.

Veja Também:

Funil de Vendas: Como montar em 5 passos;
Google Ads: Guia para iniciantes;
O QUE É SEO?

Vender pela Internet: Passo a Passo

Se comprar pela internet é simples, vender pela internet também pode ser. Mas você vai precisar utilizar as ferramentas certas. Veja o passo a passo que foi preparado para você que quer entrar no comércio virtual, mas não tem muita ideia de como começar:

vender na internet


Passo 1: Defina o que vai vender.

Passo 2: Pesquise quem é seu público-alvo e quem são seus concorrentes. Informações como estas, por exemplo, podem te ajudar a decidir se suas entregas serão locais ou para outros estados também.

Passo 3: Faça um planejamento financeiro. É preciso saber quanto irá gastar com o site, fornecedores, matéria-prima, marketing, entre outros. Seus gastos não podem ser superiores a sua receita.

Passo 4: Prepare seu estoque. Quem quer vender precisa ter produtos no estoque.

Passo 5: Contrate um bom profissional de marketing para criar um site para sua empresa;

Passo 6: Agora é o momento de pensar nas entregas. A seguir, nos próximos tópicos, você vai ver como enviar o que foi vendido.


Pronto, cuidando com atenção dos passos acima, você terá grandes chances de ser um sucesso de vendas.

Para vender pela Internet precisa de CNPJ?

Muitas pessoas que querem vender seus serviços ou produtos através da internet se perguntam se é necessário ter um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) para criar uma loja virtual. A resposta é NÃO, pois muitos provedores comerciais oferecem serviços para lojas virtuais e não exigem o CNPJ.

Todavia, mesmo que não seja obrigatório ter um CNPJ para montar seu comércio eletrônico, preciso te informar que, independente do porte da sua empresa, é recomendável que você faça uma prestação de contas junto à Receita Federal.

A partir da formalização e a prestação de contas você poderá emitir nota fiscal para seus clientes, e isso fará com que sua empresa transmita credibilidade e segurança, o que é ideal para o crescimento do seu negócio.

Criação de um perfil nas Redes Sociais

vender pela internet

Interação com os clientes, fortalecimento da marca, divulgação de produtos e serviços e anúncios a custo baixo são alguns dos benefícios que uma rede social pode trazer a uma empresa.

Cada vez mais, as redes sociais se tornam canais de comunicação populares e poderosos quando o assunto é mercado digital. Criar um perfil nas redes sociais é uma decisão fundamental para os negócios.

Todo o processo é muito simples. Vou mostrar, a seguir, um passo a passo para que você crie seu perfil empresarial nas redes sociais mais populares do Brasil e do mundo: o Instagram e o Facebook. Confira!

Instagram

vender pela internet


Passo 1: Faça download do aplicativo. Ele está disponível na Play Store (para celulares com Android), na App Store (para iPhone) e na Windows Phone Store (para celulares da Microsoft).

Passo 2: Registre-se no app. Digite seu e-mail e clique em avançar;

Passo 3: Configure seu perfil. Com o perfil criado, vá nas configurações da sua conta e altere para “conta comercial”;

Passo 4: Para finalizar, personalize seu perfil. Chegou o momento de colocar uma foto de identificação de seu negócio e depois será necessário incluir informações como telefone, e-mail, endereço e horário de funcionamento.

Eu fiz um texto explicando com mais detalhes sobre como vender pelo Instagram, clique no link e tenha sucesso.


Facebook

vender pela internet


Passo 1: Acesse a página oficial do Facebook em facebook.com/pages/create;

Passo 2: Clique para escolher uma categoria de Página;

Passo 3: Selecione a categoria mais específica no menu suspenso e preencha as informações necessárias;

Passo 4: Clique em Começar e siga as instruções na tela;

Passo 5: Configure sua conta criando foto de perfil e capa e informações sobre seu negócio.

Também tem um outro texto em que trato melhor sobre como vender pelo Facebook.


Com perfis criados, agora, é só trabalhar em suas redes sociais. Postar fotos de seus produtos e serviços, interagir com os clientes e fornecer informações de qualidade. Uma dica importante é tentar manter suas páginas atualizadas sempre.

Confira:

Google Meu Negócio: Como usar a favor da sua empresa
Marketing Digital: Guia Essencial

Criação do site da empresa

Hoje em dia, quando alguém pensa em comprar algo, a primeira coisa a ser feita por esta pessoa é uma pesquisa na internet, e, com um site, sua empresa estará sempre um passo à frente, pois estará onde o cliente está.

Não sabe nem por onde começar quando chegar o momento de criar o site de sua empresa? Então, acompanhe este tópico com atenção, pois irei apresentar algumas ferramentas e elementos necessários para você colocar seu site no ar sem complicações. Veja!

vender na internet

Quando se monta uma empresa física, o primeiro passo é procurar um espaço, não é verdade? Com um site é a mesma coisa. A página precisa de um lugar onde o site será instalado e para isso você vai precisar contratar um serviço de hospedagem.

Se um estabelecimento físico tem um endereço, seu site também precisa ter um, e chamamos o endereço de um site de domínio. Alguns sites fazem o registro de domínio por um preço bem acessível. O Registro.Br, por exemplo, oferece ao cliente 1 ano de contrato por apenas R$ 40,00.

O domínio precisa ser comprado, já a hospedagem pode ser paga ou gratuita. Claro que, no último caso, você não encontra muitas vantagens, seu site pode cair a todo momento, atrapalhando suas vendas pela internet.

Com a hospedagem e domínios escolhidos, agora, você vai precisar contratar um profissional especializado, para que ele possa construir seu site e fazer todas as configurações necessárias. O processo não difícil nem demorado, mas ter um bom profissional cuidando disso vai elevar as chances de seu website fazer sucesso na internet.

Atraindo mais pessoas para seu site

Provavelmente você investiu para construir seu site e agora acredita que é só esperar os clientes acessarem, certo?

Saber atrair clientes e mantê-los no seu site por mais tempo são processos fundamentais na geração de clientes. E aqui, neste tópico, você vai aprender algumas técnicas de como fazer isso, caso tenha dificuldade neste processo contrate um profissional especializado que irá entender melhor o seu público e dará um direcionamento preciso sobre qual a melhor estratégia para trabalhar.

1 – Estratégias SEO

Search Engine Optimization (SEO) é a otimização do seu site para aparecer nos mecanismos de busca, como o Google. Estar bem ranqueado nos buscadores é um grande passo para o sucesso.

Uma das maiores estratégias SEO é a utilização das palavras-chave. Se você vende produtos de maquiagem, por exemplo, algum usuário da internet pode fazer a seguinte busca: “Como me maquiar para um casamento”. Se vende este tipo de produto, precisa ter frases como esta no seu site e é isso que chamamos de palavras-chave.

2 – Marketing de conteúdo

Fazer marketing de conteúdo é produzir conteúdo relevante para seu público. Se você fizer uma breve pesquisa em alguns sites de grandes empresas, vai notar que a maioria tem um blog, que traz informações sobre produtos, serviços, além de dicas, orientações e atualizações sobre a área da empresa.

Se seu negócio é um curso que prepara alunos para o Enem, postar textos sobre Enem, Sisu, Como fazer uma boa redação, prazos para inscrições, entre outras informações, pode fazer você alcançar um público que “ainda” não é seu. O usuário chagará no site e encontrará soluções para um determinado problema.

3 – ADS

Invista em anúncios pagos, ou seja, em anúncios publicitários veiculados dentro da própria plataforma.

Trabalhando em seu site com as técnicas orientadas acima, você, sem dúvida, colherá resultados positivos.

Saiba Mais:

Como vender pelo Facebook: Passo a Passo
Anunciar no Instagram: Aprenda tudo com essas 5 dicas
Como vender pelo Instagram: Passo a Passo
Consultor SEO: Como é o trabalho deste profissional?

Como entregar o que você vendeu?

Certamente, um dos maiores atrativos de uma loja virtual é a comodidade de receber os produtos comprados em casa. E por isso que este ponto do mercado digital deve ser tratado com muito cuidado e responsabilidade pelos empreendedores.

A primeira coisa que você precisa decidir no momento de enviar o produto para seu cliente é a forma de entrega. A segunda coisa é definir o tipo de embalagem.

A seguir, você vai conhecer algumas forma de entrega. Veja quais se adaptam melhor ao seu e-commerce:

  • Correios

Para lojistas com ou sem contrato direto com os Correios, as opções disponíveis para enviar os pedidos são: PAC, SEDEX, E-SEDEX.

1. PAC – O PAC é o serviço de encomenda mais econômico, porém tem um prazo de entrega bem maior do que os outros tipos de entrega. Um produto pode levar, em média, até 10 dias úteis para chegar ao seu destino e dependendo da região, pode demorar muito mais.

2. SEDEX – O envio mais rápido, chega até 3 dias úteis.

3. E-SEDEX – Modalidade disponível para empresas que têm um volume grande de entregas. É necessário fazer um contrato com os Correios e isso pode diminuir o valor do frete.

É importante citar que o valor do frete é calculado a partir do volume do pacote, do peso e do tipo de frete que você escolher. Depois de embalado, meça o comprimento, a largura e altura da embalagem, tudo em centímetros.

  • Transportadoras

Muitas empresas oferecem este serviço, porém algumas possuem um pouco mais de experiência com o comércio virtual e, inclusive, oferecem uma simulação de preços para e-commerce. Como nos Correios, é possível realizar um cálculo simulando o valor do frete dentro da própria loja virtual.

As transportadoras são uma boa escolha para empresas que vendem podutos mais pesados. Ao contrário dos Correios, as transportadoras não possuem restrição de pesagem.

  • Entregas Alternativas

De acordo com a localização de suas entregas ou da abrangência do seu comércio virtual, é interessante pensar em uma forma alternativa de entrega como a utilização de um motoboy ou veículo próprio. Há também a opção de permitir que o cliente retire a mercadoria no espaço físico.

 Como vender na internet com Segurança

Vender na internet é mais do que expor um produto em um site ou em uma rede social. Como você viu neste artigo, há vários fatores que devem ser, cuidadosamente, vistos e agora, neste tópico, você vai aprender a reduzir os riscos ao vender on-line.

Segurança na internet também é um fator que vai deixar o seu cliente satisfeito em estar realizando uma compra no seu site.

Existem muitas empresas que oferecem serviço de proteção ao site. É preciso analisar a solução necessária para o porte do negócio, mas não se pode deixar de garantir segurança ao cliente no momento da compra.

A seguir, veja 8 dicas para manter seu site protegido.

  1. Faça constantemente a atualização do seu navegador;
  2. Tome cuidado ao abrir e-mails maliciosos ou que contenham arquivos anexos;
  3. Tenha um antivírus ativo e atualizado;
  4. Redes Wi-Fi públicas e computadores de terceiros, normalmente, não oferecem conexões 100% seguras. Caso seja necessário utilizar alguma, faça sempre “logout” (sair) das contas que acessa (e-mails, redes sociais, etc.).
  5. Não instale programas piratas no seu computador;
  6. Mantenha backup dos documentos mais importantes do seu computador;
  7. Para micro e pequenos vendedores, recomenda-se utilizar serviços de pagamentos que intermedeiam a venda, tais como MercadoPago, PayPal, Moip, PagSeguro, entre outros;
  8. Qualquer dúvida, contate a empresa que hospeda sua conta.

Não há dúvidas que trabalhar na internet pode trazer um bom resultado financeiro pra sua vida, mas para isso é preciso, antes, fazer um bom planejamento, pesquisas e oferecer qualidade ao seu cliente. Espero que nossas dicas te ajudem a ter muitas conquistas no mercado digital.

Se ainda ficou alguma dúvida ou quer compartilhar alguma experiência, escreva nos comentários. Responderemos o mais rápido possível. Boas Vendas!

Por | 2019-02-19T22:34:28+00:00 janeiro 26th, 2019|Mais Vendas, Marketing|o Comentários

Sobre o Autor:

Consultor SEO e Marketing Digital, especialista em vendas Online, formado em Administração de Empresas e com o principal foco de desenvolver e aprimorar técnicas que façam com que pequenas e médias empresas possam vender pela internet de modo mais previsível e lucrativo.

Deixe um comentário